Nova empresa GLS começa na Europa

01/08/2013

Em 1 de Agosto a GLS Croácia iniciou as suas operações em todo o país - com serviço 24 horas e ligações internacionais rápidas.

Um mês após a Croácia aderir à UE, a GLS está presente em todo o país com a sua própria rede. A empresa está bem preparada para atender à crescente procura por entregas a tempo, que é de esperar como consequência da queda das fronteiras aduaneiras. GLS coloca grande ênfase em ser capaz de oferecer aos clientes internacionais nos mercados do Leste e Sul da UE prazos de entrega curtos e serviços abrangentes.

A empresa inicialmente irá abranger quatro locais em Zagreb, Rijeka, Split e Osijek que foram criadas desde a fundação da empresa no final de Maio. O Grupo GLS já tinha servido a Croácia como parte de uma cooperação com um parceiro da rede.

Boa rede, prazos de entrega curtos

O depot perto de Zagreb (Popovec) também serve como um centro de distribuição nacional - equipado com moderna tecnologia de segurança e um sistema de triagem de encomendas de acordo com padrões da GLS. Desde o início, a GLS está a entregar encomendas nacionais na Croácia, com um tempo de entrega padrão de 24 horas. Muitos serviços adicionais, tais como cobrança e notificar destinatários privados de entregas iminentes, também estão disponíveis desde o início.

A partir de Setembro, os transportes diários internacionais da GLS são encaminhadas também através de Zagreb. Da Croácia, a GLS entrega a países como a Hungria e a Eslovénia com tempos padrão de 24 a 48 horas. Com a mesma rapidez, os volumes desses países chegam à Croácia. A partir do hub europeu em Neuenstein os volumes de exportação para a Croácia são geralmente entregues em 72 horas.

Start-ups bem sucedidas na Europa de Leste

GLS Croácia é já a quarta start-up da GLS na região, seguindo a Eslováquia (2004), República Checa (2005) e Roménia (2007). A GLS tem estado presente na Hungria com a sua própria empresa desde 1999, e na Eslovénia desde 2000. Gergely Farkas, diretor GLS da Europa Oriental, gere essas empresas e também a nova subsidiária da GLS.